Plástico Tangerina - Barbarismo (Eu me derreto em Plástico)
data de lançamento:

August 27, 2013

compartilhar:

CSR003

Músicas e arte por Vitor Locilento, exceto por Headbanger, de Gabriel Garbulho.

Plástico Tangerina – Barbarismo (Eu me derreto em Plástico)


Esta é uma das possibilidades propositivas do projeto Plástico Tangerina.

Além das apresentações audiovisuais, o arquiteto Vítor Locilento (como é conhecido) busca ampliar o universo da música experimental digital e orgânica, mesmo que isso aparente destoante, por meio de letras que tratam questões contemporâneas.

Gravado com loops recombinados e por meio de certo improviso momentâneo, as músicas possuem poucos ou nenhum, retoque ou regravação para "melhorar". Tratam-se de versões cruas e ásperas, como é a proposta estética do artista e arquiteto.

Esta é, apenas, uma das possibilidades propositivas do projeto Plástico Tangerina.

Plástico Tangerina parte de um manifesto escrito por Vítor Locilento, iniciado em 2004, ainda inacabado que segue abaixo para apreciação do momento:

(Manifesto Plástico Tangerina)

Músculos sintéticos lycra
Textura imagem som
Fora de uma mente laica
Feto de novo mentor

Sexo amor silicone
Látex prazer sem prole
Pixel sem respiração
Vida por computador

Eletro-eletrônicos beijos
Poesias cartas de amor
Fetiche de toque quente
Isqueiro lmpada acesa

Gasolina high technology
Magnésio câmbio volante
Aspirina pra prevenir dor
Acelera nitro adrenalina

Vida moderna TV
Música moderna se vê
Plasma forma imagem
Mente ouve som

Comida pílula pó
Bebida alcoólica free
Chicletes com tinta neon

Eu me derreto em plástico...